top of page
  • Foto do escritorFoco TCC

REESTRUTURAÇÃO OU DESFUSÃO COGNITIVA?

Atualizado: 21 de mai. de 2022

A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) tem como pressuposto básico a mediação da atividade cognitiva entre situações específicas e respostas comportamentais, emocionais e fisiológicas. Entende-se que essa atividade cognitiva pode ser monitorada e alterada, podendo gerar mudanças desejadas nessas diferentes repostas. O foco no conteúdo dos pensamentos e na mudança dessas cognições tem sido central na TCC tradicional.


Contudo, terapias contextuais (também chamadas de “terapias de terceira onda”) também têm se mostrado eficazes no tratamento de diversos transtornos psicológicos e possuem como característica em comum o trabalho no processo de aceitação. Neste sentido, o foco passa a ser maior na mudança na relação do cliente com seus pensamentos e menor no seu conteúdo.


Considerando essas diferentes perspectivas, qual estratégia adotar frente a atividade cognitiva do cliente?


A reestruturação cognitiva é uma das principais estratégias utilizadas ao longo do tratamento em TCC. Ela consiste em auxiliar o cliente a identificar possíveis distorções em sua forma de avaliar determinados eventos, geralmente associados à um sofrimento emocional. Com isso, busca-se desenvolver uma maneira mais realista e flexível para enxergar a situação em questão, modificando as cognições para que o comportamento em consequência seja mais funcional. A reestruturação cognitiva comumente é feita através de um processo de registro de pensamentos, descoberta guiada ou questionamento socrático.


A desfusão cognitiva é um dos principais processos no trabalho da aceitação. Ela possui um importante papel na Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT), que tem um menor enfoque em contestar experiências cognitivas e emocionais. A ACT almeja propiciar uma postura de vida comprometida com valores, apesar da presença de experiências aversivas. A fusão ocorre quando há uma vinculação do indivíduo ao seu pensamento, influenciando significativamente seu comportamento. A desfusão é o distanciamento entre o indivíduo e suas cognições, o que faz com que ele se torne um observador de seus pensamentos, possibilitando uma resposta comportamental menos reativa. Objetiva-se então que o cliente perceba a diferença entre, por exemplo, “Eu sou um fracasso” e “Eu estou tendo um pensamento de que sou um fracasso”. A mudança neste caso não é no conteúdo da cognição, mas na relação com o pensamento.


A atitude de aceitação é tão importante para o tratamento quanto uma atitude de questionamento do pensamento. Além disso, apesar de serem estratégias independentes, elas podem ser complementares. A reestruturação cognitiva pode auxiliar o cliente a ter uma outra perspectiva quanto a uma crença desadaptativa, favorecendo assim o seu distanciamento. Já a desfusão cognitiva pode permitir que o cliente se desvincule de certas crenças, facilitando a consolidação de novas crenças adaptativas. No entanto, a insistência em estratégias de mudanças da cognição pode ser invalidante quando o cliente está de fato vivendo um contexto verdadeiramente aversivo. Do mesmo modo, se o cliente estiver com uma crença ativada e frequentemente distorcer as situações, focar na aceitação poderia reforçar suas crenças desadaptativas. Sendo assim, é fundamental que o terapeuta cognitivo-comportamental seja pautado sempre na conceitualização cognitiva de seu cliente para a tomada de decisão clínica em relação a escolha dessas estratégias.


Por Gabriel Talask: Membro da Equipe FOCO - Instituto Carioca de TCC.



 

Gostaria de saber um pouco mais sobre o assunto?


Dica de material:


  • MELO, Wilson V. (Org.). A prática das intervenções psicoterápicas: como tratar pacientes na vida real. Sinopsys Editora, 2019

  • HAYES, Steven C.; HOFMANN, Stefan G. (Ed.). Process-based CBT: The science and core clinical competencies of cognitive behavioral therapy. New Harbinger Publications, 2018.

Deixe um comentário caso queira compartilhar seu conhecimento, dar um feedback ou sugerir outros assuntos!

115 visualizações0 comentário

Comments


whatsapp-logo-icone-1-1.png
bottom of page